Ferramenta indispensável para quem deseja praticidade, especialmente, em comunicações que envolvem trabalho ou negócios, o e-mail já tem mais de 2,7 bilhões de usuários em todo o mundo.

Esses são dados referentes ao ano de 2017 e, para os próximos quatro anos — até 2022 —, a expectativa segue em ascensão, de acordo com a empresa norte-americana de pesquisas Statista.

Bom, a verdade é que, embora haja inúmeros aplicativos populares para a comunicação no dia a dia, como o WhatsApp, o correio eletrônico ainda ocupa um lugar especial no coração (e na mente) das pessoas.

E agora, neste post, te contamos 7 curiosidades sobre e-mail que você precisa saber para se familiarizar com essa ferramenta e — quem sabe — perceber na prática o quanto ela pode ajudar na gestão do seu negócio ou consultório, se usada profissionalmente.

1. O inventor do e-mail era um engenheiro eletricista

Ray Tomlinson trabalhava em um projeto ligado à criação da internet e foi o responsável por adotar o “@” como parte do endereço dos e-mails. À época, a invenção do correio eletrônico não passou de uma brincadeira que foi dando certo entre colegas de trabalho.  Aqui no blog, já contamos alguns pontos sobre essa história que podem ajudar na gestão do seu consultório de Psicologia.

2. Existem regras para o envio e recebimento de e-mails

E esse conjunto de regras para a comunicação entre sistemas computacionais chamamos de protocolo. Cada e-mail pode usar protocolos diferentes. Explicamos abaixo as principais diferenças entre os mais comuns:

  • SMTP: é o padrão internacional responsável pelo envio de e-mails;
  • POP3: é um servidor de recebimento que permite acessar remotamente uma caixa de entrada e transferir as mensagens para um dispositivo como o celular, bem como acessá-los de forma offline. Quando isso acontece, os e-mails são apagadas do servidor.
  • IMAP: gerenciador de recebimento que permite o acesso às mensagens do e-mail em qualquer dispositivo, desde que a conta esteja logada, e no servidor padrão, que, geralmente, possui limitação de espaço.

3. É possível saber se o destinatário leu seu e-mail

Sim! Também é possível confirmar se o destinatário recebeu a sua mensagem. Geralmente, essas são configurações que o usuário define na própria caixa de entrada, a depender do correio eletrônico que utilize.

4. Enviar um e-mail é gratuito

Você pode até pagar as ferramentas que permitem o envio do e-mail: banda larga, rede móvel, computador ou celular. No entanto, o o ato de trocar mensagens pelo correio eletrônico é completamente gratuito, e um ótimo aliado na hora de estreitar o relacionamento com os clientes.

Outra opção que pode envolver um certo investimento é se você optar por ter um e-mail profissional, com a extensão do seu domínio, por exemplo.

5. Dá para enviar e-mail para várias pessoas simultaneamente

É possível ainda escolher se o destinatário visualizará todos os contatos para quais a mensagem foi enviada ou se visualizará apenas o seu endereço de e-mail. Essas opções chamamos de cópia e cópia oculta, respectivamente.

A depender do servidor que utilize, a sigla dessas funções podem aparecer como “Cc” para cópia e “Cco” para cópia oculta.

6. O e-mail pode responder mensagens por você

Isso porque é possível configurar mensagens automáticas de respostas para aqueles que entrarem em contato contigo em determinado período. É comum o uso entre as pessoas que estão de férias.

Há também opção de escrever mensagens predeterminadas com respostas prontas. Ideal para quem realiza atendimentos a clientes, marcação de consultas, apresentação de produtos, entre outras atividades ligadas ao trabalho.

7. Título do e-mail = horário nobre da TV

Sabia que a linha de assunto pode ser comparada ao horário nobre da televisão brasileira? Acredite! Afinal, são as palavras escolhidas para o título as primeiras a serem vistas pelo destinatário do e-mail.

E, considerando que cada usuário recebe dezena de mensagens durante o dia, é preciso ganhar um destaque para que o seu conteúdo tenha mais chances de ser lido, certo?

Agora, que já conhece algumas peculiaridades sobre o correio eletrônico, ficou mais evidente o quanto a ferramenta pode ser útil para facilitar seu dia a dia e aumentar a produtividade no seu consultório, não é mesmo?

A verdade é que gerenciar o próprio tempo com assertividade faz parte de uma boa gestão. Por isso, encorajamos você a seguir o aprendizado, lendo o post no nosso blog sobre gerenciamento do tempo para psicólogos!