Muito utilizado para atrair, reter e fidelizar clientes, o e-mail é uma potencial ferramenta para pequenos e médios empresas que desejam crescer, inclusive, na área de saúde e  bem-estar. Seja para  lembrete de consulta, divulgação de evento, promoção de algum conteúdo, utilizar o e-mail marketing para consultórios de psicologia pode ser uma ótima estratégia na criação de um relacionamento  mais íntimo com a sua audiência.

Se você ainda não faz a mínima ideia de como utilizar essa ferramenta de comunicação, não se preocupe. Neste post, iremos mostrar exatamente o que é o marketing por e-mail e como ele é feito. Vamos lá?

A verdade é que, mesmo com opções mais novas para a comunicação entre pessoas e empresas, o usuário segue utilizando o e-mail todos os dias, especialmente, para assuntos profissionais. Ou seja, por mais que pareça estar em desuso, o correio eletrônico ainda é uma importante ferramenta de marketing digital para negócios.

Ao usar essa ferramenta, a intenção é abrir portas para seu público conhecer sua marca e se relacionar com ela. E o que nos resta dizer? Que são diversas possibilidades de uso do e-mail marketing para consultórios de psicologia! Veja só:

  • Gerar leads (termo usado quando um visitante demonstra interesse por sua empresa, por exemplo, cadastrando um e-mail);
  • Nutrir relacionamentos;
  • Pós-atendimento;
  • Ativação de pacientes.

Como é feito o e-mail marketing para consultórios de psicologia?

É possível inserir o e-mail marketing no dia a dia de maneira simples! Primeiro, No entanto, é necessário um breve planejamento antes de colocar a mão na massa.

  1. Defina seu objetivo: qual é a sua intenção? Gerar mais vendas? Fortalecer sua presença na internet? Tornar-se autoridade na sua área?;
  2. Conheça seu público e segmente-o: utilize as características de diferenciação que façam sentido para o seu negócio, a exemplo de faixa etária, tema de interesse, profissão, entre outros.
  3. Gere conteúdo de valor: seja relevante e mande um material interessante que vá cativar seu público. A dica é usar linguagem simples e objetiva.
  4. Use um design amigável: e-mails com layout desorganizados e poluídos, acredite, são abertos uma vez só.

Dito isso, seguimos às aplicações práticas do e-mail marketing para consultórios de psicologia. Lembre-se: a escolha do tipo de mensagem que sua marca enviará está diretamente ligada aos seus objetivos! 

Atualização do blog

Essa ação é bacana se você enquanto psicólogo gera conteúdo de valor para compartilhar seus conhecimentos e os publica com frequência em um blog próprio. Com o e-mail marketing, você pode enviar semanalmente quais novidades já estão disponíveis para a leitura diretamente para seus clientes e potenciais pacientes.

Atualização sobre serviços

Enviar esse tipo de e-mail é mais desafiador, uma vez que as pessoas detestam a abordagem de venda na caixa de entrada. Portanto, pense sempre quais benefícios seu público ganha com a atualização dos seus serviços. Se a vantagem for evidente, não hesite em criar uma mensagem amigável para o envio.

Newsletter

É o boletim informativo da sua marca que pode mesclar diversos assuntos, como a venda direta e conteúdo institucional, bem como conter links para uma leitura mais aprofundada sobre determinado assunto.

Convites

Ideal para a divulgação de eventos, palestras, cursos e oficinas, o convite por e-mail deve  trazer um texto que deixe claro por que o usuário deve comparecer à ocasião: quais são os benefícios, o que ele irá encontrar e o que precisa fazer para participar.

Fluxo de nutrição

Essa é uma estratégia usada no Inbound Marketing, quando marcas produzem conteúdos ricos para entregar aos seus leads. Especialmente no e-mail marketing para psicólogos, esse tipo de mensagem pode ser utilizado para conduzir o leitor na jornada de compra: do blog ao seu consultório.

O primeiro passo é identificar seu público por grupos ou temas de interesse, por exemplo “discussão de relacionamentos” ou “mulheres casadas”. Daí, você nutre essa relação, oferecendo conteúdos relevantes na área de modo a aumentar a probabilidade dessas pessoas seguirem contato com sua marca.

Bom, já deu para ter uma noção de como o e-mail marketing pode te ajudar na atração, conquista e fidelização dos seus pacientes, não é mesmo? Então, encorajamos você a seguir na jornada de conhecimento com um convite especial: ler nosso post para saber agora se está divulgando seu consultório da maneira correta.